18

abril 2016

moodfinal

Assim como muitas pessoas eu também me tornei minimalista através da moda. Quando eu saí da casa dos meus pais, deixei para trás um quarto grande, com muito espaço e armários, para dividir um único armário de 2 portas com o namorado. A situação era precária, e exigiu de mim uma adaptação à altura, me livrei de pelo menos 50% de tudo que tinha já nesse primeiro processo. Mas como era muita coisa mesmo, não fez uma diferença tão grande. Na época eu tinha cerca de 130 pares de sapatos. Eram coleções e coleções de bolsas, cintos, calças… só jeans eram 30. E cachecóis? cheguei a ter 50. Sim, sempre fui consumista com moda, porque minha mãe me criou assim, amando comprar roupa. E até hoje é difícil para mim controlar o impulso. Mas foi o armário sazonal que me trouxe esse novo olhar para moda, que mudou minha relação com o consumo de tudo. A porta de entrada para o minimalismo.

Quando eu finalmente fui para a primeira casa que dividimos juntos, tudo era muito novo e maravilhoso. Essa vontade de pesquisar as coisas, saber mais sobre como se organiza uma rotina e uma casa, me levou a conhecer o blog vida organizada, onde conheci vários métodos de organização sazonais. Um deles foi a ideia de arrumar o armário para cada estação, trocando as roupas de acordo com a necessidade.

Essa ideia implica basicamente em pegar todas as roupas, sapatos e acessórios que você possuí e fazer uma avaliação antes da troca de uma estação, escolhendo as roupas que tem a ver com a época, e guardando o restante que não será usado. A justificativa para esse método surge na necessidade de poupar espaço, uma vez que mantemos conosco somente uma quantidade menor de peças em cada estação, e o restante fica guardado, em algum lugar que não vamos mexer nos próximos meses.

Essa ideia foi revolucionária para mim, basicamente porque me levou à:

  1.  gastar menos: Como toda estação eu tinha que pegar roupas que estavam guardadas há meses, muitas delas eu nem lembrava, então era como ter algo novo, sem precisar gastar nadinha. Isso me ajudou à ficar quase 1 ano sem precisar comprar nenhuma roupa.
  2. ter uma maior conexão com o tempo: Era um ritual só meu. Eu adorava separar um dia antes de mudar a estação para ver as roupas que estavam guardadas, cuidar delas, organizar o novo armário. A minha relação com o tempo mudou muito a partir disso. pensar as inspirações para aquela estação, ver todos meus acessórios… como uma brincadeira.
  3. reduzir a quantidade de coisas: Eu consegui ter uma dimensão e controle do que servia ou não para mim. Aquilo que não era usado ia para doação, e com isso toda estação eu reduzia muito minha quantidade de roupas. Ao tempo que também comecei a ter mais claro o tipo de roupa que eu gosto, minhas preferências… foi crucial para desembocar no processo de refinamento de estilo.
  4. precisar de menos espaço: Eu hoje tenho todas as minhas roupas em uma pequena cômoda. Não porque só por ter pouca coisa, mas porque estou sempre mudando e selecionando só o que preciso. Não tem sentido ter no armário um super casaco de inverno se em SP faz frio só em 3 meses do ano.

Muita gente me pergunta se faço armário cápsula e a resposta é esse post. Eu nunca fiz armário cápsula porque há 3 anos eu faço esse armário sazonal que é quase a mesma coisa. Não vejo nenhuma diferença substancial que separe esses dois métodos, a não ser o fundamento mais livre e progressivo do armário sazonal, por ser uma ideia que pode ser adaptada por todos sem a necessidade de reduzir o consumo (embora quase sempre, acabe levando à isso).

E é isso minha gente. Faço isso a tanto tempo que não sei viver de outra forma. Dessa coisa do armário eu passei para a ideia de decorar a casa sazonalmente, depois veio a organização de projetos, de estudos… Uma coisa leva a outra. Hoje eu tenho 4 painéis no Pinterest cheio de referências para cada estação, e pretendo fazer posteriormente posts mais detalhados sobre isso. Mas por hora, gostaria de compartilhar essa ideia e responder à essa dúvida que eventualmente surge nos comentários.

Também gostaria de saber: você fazem algum tipo de organização diferente? armário cápsula ou alguma outra coisa? O que pensam sobre isso? vou adorar ler o que vocês tem à dizer 🙂


Escrito por
Jess

Descongelando
Inverno... Aquela estação onde tudo adormece um pouco. Onde podemos aproveitar o frio para nos aconchegarmos em nossos cantinhos e aproveitarmos as boas companhias no conforto de um delicioso chocolate quente. Acreditamos que o inverno pede de nós um pouco mais de introspecção e é um bom momento para realinharmos nossos objetivos para os próximos meses. Por isso que celebramos o inverno também em seu próprio ritmo. (...)



Deixe seu comentário! Vamos adorar ler sua opinião :)





Jess,

Apesar de ser muito consumista, tem me incomodado esse consumo excessivo, então estou focando em aprender a fazer as coisas que quero usar. Fiz curso de costura ano passado, e esse mês já estou terminando meu primeiro cachecol de tricô. To com preguiça desse povo que adere a o modo minimalista, mas segue gastando rios de dinheiro, entupindo o armário de coisas, e não faz diferença nenhuma se todas são listradas, ou preto e branco. A ideia não é essa. Que bom que tu encontrou um método que funciona pra ti, e que além de ganhar espaço, tu te mantem usando só o que aquela estação pede. Bjsss.

Jess

oi kaka!
que massa. eu acho isso muito legal. Em 2014 eu tentei isso (tem algumas coisas documentadas nesse blog), mas dai depois eu desisti pq não era pra mim. Fiz dois cursos e já costurei muita coisa. Ainda acho costura uma coisa muito interessante, que não me traz satisfação. é uma coisa que eu forço, mas não gosto sabe? tenho até um recalque de quem tem talento pra essas coisas! risos porque eu queria fazer minhas roupas… acho esse principio interessante.
e que ótimo que você está se encontrando nisso. Pra mim o caminho do minimalismo é acharmos a nossa essência e isso acaba fazendo a gente consumir menos, com mais consciência. Com erros e tropeças a gente vai caminhando.

🙂 ♥

Amei o post, Jess, fiquei muito inspirada para começar a me organizar por estações! Realmente evita gastos desnecessário e é uma delícia encontrar alguma roupa que vc nem lembrava e ver que ainda dá para usar. Pena que aqui em São Paulo fica meio difícil de ter temperaturas bem definidas, né? 🙁
Ah, e eu adoro o Vida Organizada!

Olá, tudo bem?
Confesso que sempre admirei as pessoas que conseguem seguir o minimalismo. E achei muito interessante esse post, ajuda a reduzir gastos e passamos a reaproveitar o que já temos e nem lembramos. Eu tenho algumas roupas que nem nunca usei, ou que usei muito pouco e mesmo assim eu deixo lá com o pensamento de que “um dia eu posso querer usar” só que enquanto isso elas ficam lá ocupando espaço e camuflando as roupas que realmente eu sempre quero usar. Um abraço.

Jess

esse pensamento é o que acaba fazendo a gente acumular um monte de coisa sem muito sentido. Eu entendo perfeitamente pq sou mto apegada a tudo. mas deixar ir me ajudou a aproveitar aquilo que realmente importava pra mim 🙂 é algo que recomendo.

Oi Jess! Muito bom o post, acho que esse tema rende muitos assuntos! Adoro o Vida Organizada, sempre que to meio perdida na bagunça vou lá haha! Hoje também tenho meu armário organizado desse jeito. Quando saí da casa dos meus pais e fui morar com meu namorado vivi exatamente a mesma coisa que você, tive que reduzir tudo para caber. Depois eu mudei de país e tive que reduzir mais ainda! Mais precisamente minha vida em duas malas, imagina meu desespero? Hahaha mas deu tudo certo. E aqui na Espanha, onde moro atualmente, é mais fácil ainda ter um armário sazonal porque as estações são super bem marcadas (as vezes no Brasil isso fica meio confuso né? hahaha), eu aprendi a viver com muito menos depois dessas mudanças, e também pretendo seguir sua ideia de passar pra casa e outras partes da vida! Beijos.

Jess

nossa, deve ser maravilhoso esse clima 🙂
obrigada por comentar!

Oii, tudo bem?
Essa ideia é incrível, pois dá uma certe sensação de que você está comprando no seu próprio armário quando precisa escolher as roupas de determinada estação, sem falar que poupa espaço. Ainda não fiz nada assim, mas pretendo me organizar pra poder montar meu armário por estação, pois pretendo ficar um tempo sem gastar.
Abraços,
Amanda Almeida

Jess

é uma forma que funcionou muito comigo! ficar quase um ano sem comprar roupa foi uma vitória.

Ah! Eu também adoro o Vida Organizada!
Eu sempre quis fazer o armário sazonal, mas a preguiça nunca deixou!
Lendo seu relato tão positivo sobre isso, tô pensando seriamente em adotar. Apesar de que já não tenho muita coisa, então vai ser bom pra tirar o que eu não quero mais mesmo e focar em comprar só o que preciso!
🙂

Jess

♥blog maravilhoso né?
eu recomendo mesmo a experiência, é uma coisa que faz a gente refletir mto.

Estou nessa também, em processo de limpeza e auto conhecimento para me apegar somente no que realmente amo e preciso. Só.

Dá um trabalhinho, dá dó, mas a sensação de alívio é muito boa! Adoro saber exatamente o que tenho no armário, saber que qualquer coisa que eu vestir eu vou me sentir bem.

Adorei seu look, muito sua cara!

<3

Jess

sim! ♥ ♥
nossa teve coisa que eu fiquei pensando: dou ou não dou? mas depois de 3 anos sem usar nenhuma vez, a gente já tem a resposta né?
é um processo válido.

Estou apaixonada pelo design do blog, super curti os seus textos e me identifiquei bastante! Seu espaço é pura personalidade, difícil de ver isso na blogosfera atualmente. Amei.

Jess

♥ muito obrigada, seja sempre bem vinda ♥

Eu adorei a ideia! 🙂 Na verdade, eu ando meio na contramão nesse assunto, eu sinto que não tenho muita roupa. No meu caso eu precisaria rever o meu estilo ver quais peças eu me identifico agora e trocá-las por outras. Fazer essa revisão no armário é sempre uma boa ideia, a gente vai se conhecendo mais, se desapegando! Beijos!

Jess

sim! ♥